quarta-feira, 13 de abril de 2011

Que dia é hoje?

Oi pessoal, tudo bem?

Com um pouco de atraso, aqui estou eu novamente para o compromisso semanal da “Coluna do Alan”!

O tema do post de hoje vai ser uma coisa que felizmente está voltando à tradição e que apesar de por um tempo ter sido esquecida, agora é novamente dada a devida importância: o Hino Nacional Brasileiro.


13 de abril, no caso hoje, apesar de nem todo mundo saber é o Dia do Hino Nacional Brasileiro. Esta data devido ao acontecimento do dia 13 de abril de 1831, quando houveram manifestações populares de desacato ao ex-imperador que estava embarcando de volta para Portugal, e entre essas manifestações, cantaram o Hino Nacional, mas não do jeito que conhecemos ele!

Isso mesmo, porque apesar de a música ter sido composta em 1822 por Francisco Manuel da Silva, chamada inicialmente de “Marcha Triunfal” em comemoração à Independência do Brasil, a letra do nosso Hino já foi mudada diversas vezes. A primeira letra, escrita por Ovídio Saraiva de Carvalho e Silva foi a cantada nos manifestos contra o ex-imperador, hoje este é o chamado Hino Da Independência e é lido a seguir:

“Os bronzes da tirania
Já no Brasil não rouquejam;
Os monstros que o escravizavam
Já entre nós não vicejam.
(estribilho)
Da Pátria o grito
Eis que se desata
Desde o Amazonas
Até o Prata
Ferrões e grilhões e forcas
D'antemão se preparavam;
Mil planos de proscrição
As mãos dos monstros gizavam”

Esse quadro representa Dom Pedro I compondo a letra do Hino... Segundo minha pesquisas, não foi ele quem compôs, mas como ele era o Rei...

Algumas outras letras ainda se seguiram, quando em 1906 foi realizado um concurso para escolher a melhor letra que se adaptasse ao hino. Em 1909 a letra de  Joaquim Osório Duque Estrada  foi a vencedora e foi oficializada em 1922 por Decreto do Presidente Epitácio Pessoa.
Existe ainda uma letra para a parte de introdução do Hino, aquela que é apenas instrumental, porém ela foi excluída posteriormente. A letra dessa introdução pode ser escutada AQUI.
Além disso tudo, foi feita uma adaptação do nosso Hino da língua portuguesa para o tupi. A letra para quem quiser conferir, está aqui no Wikipedia. Neste link também tem algumas “traduções” pra quem nunca entendeu alguns versos do Hino!

Como eu disse no início do post, sempre foi visto na mídia que muitas pessoas não sabem a letra do Hino Nacional, vide jogadores de futebol hehehehe.
Geralmente os mais velhos sabem, pois cantavam na escola ou coisa assim… Pois bem, desde 22 de setembro de 2009, por lei as escolas públicas e particulares são obrigadas a executarem pelo menos uma vez por semana o Hino Nacional para os alunos cantarem. Na minha escola isso já era assim antes da lei, apesar de que muitos alunos e professores achavam um saco ter de parar a aula para o Hino.

Outra lei que é conhecida mas não muito executada é o veto de qualquer tipo de saudação durante e/ou depois do hino, como por exemplo aplausos. Uma parte dessa lei que NÃO É CONHECIDA, é que quando o Hino é apenas executado em sua forma instrumental, como por exemplo nas Copas do Mundo deve-se permanecer em silêncio, pois o Hino não é executado por completo.

O Felipe Melo fez 3 crimes nacionais na Copa: Cantou o Hino Instrumental, errou a letra e ainda eliminou o Brasil da Copa

Com isso, termino o assunto da coluna esperando que tenha clareado algumas dúvidas e explicado a origem do nosso Hino!

E como de praxe, pra terminar o post vou recomendar um filme que pra combinar com o tema da coluna, é nacional… “O Alto da Compadecida” foi por muito tempo o meu filme nacional preferido!!!

Com isso eu fico por aqui hoje!

Espero que tenham gostado e que comentem!!!

Abraços,

Alan.

3 comentários:

  1. Pecado do Felipe Melo, aksoposapkosapkosa,
    me lembro que no colegial eu era obrigada a cantar o Hino toooda segunda Feira !! haha

    ResponderExcluir
  2. Na minha época de escola eu tive uma materia de musica só pra aprender o hino e sempre tinha homenagens a bandeira pra canta-lo. Esse negocio de nao poder aplaudir o hino depois de executado tenho a impressão que ninguem mais sabe disso.

    ResponderExcluir
  3. esses dias minha mãe se formou e bom, como toda formatura, tivemos que cantar o hino. foi uma das pouquissimas vezes que nao bateram palmas apos a execução do hino! acho que aos poucos as pessoas vão se acustumando com isso ;b

    ResponderExcluir